Uma amamentação adequada e informação correta previne a complementação alimentar e desmame precoce, por isso a mulher precisa se informar cada vez mais, principalmente no começo da amamentação. Não basta optar pelo aleitamento materno, é preciso que a mulher esteja inserida em um contexto de acolhimento, empatia e colaboração em todo o processo. Afinal, é a mulher quem dá o peito, mas toda a família participa junto, cooperando, apoiando e assumindo tarefas no lugar da mãe.

Pega, posicionamento adequado, patologias mamárias, mastite, há várias coisas que englobam esse processo. Uma das principais causas de desmame, por exemplo, é o trauma mamilar, ou seja, a dor que a mulher sente. Para melhorar isso, é preciso dar suporte

Atendo mulheres que tenham dificuldades em estabelecer uma amamentação efetiva, seja por problemas com a pega, ingurgitamentos mamários, interferência de bicos artificiais (chupeta, mamadeira, bicos de silicone), dando orientações pertinentes ou encaminhando para profissionais adequados, quando necessário (pediatras, laser terapeutas ou fonoaudiólogos, por exemplo).

 

Faço consultoria para manter o aleitamento no retorno ao trabalho, levando técnicas de ordenha, armazenamento e oferta de leite materno na ausência da mãe, incluindo nessa consultoria, sempre que possível, o cuidador ou cuidadora desse bebê.

site criado por @ofuturoehfeminino